pesquisa ibope, primeira infância

Carinho também é importante antes do nascimento

Pesquisa aponta que maioria da população acredita que os bebês só começam a aprender após os seis meses de idade

Na nossa última conversa sobre os resultados da pesquisa que realizamos com o Ibope, vimos que é preciso dar atenção também a questões psicológicas e cognitivas.

A pesquisa mostra que os pais ainda não entendem a importância dos estímulos para a criança mesmo durante a gestação. Ao perguntarmos quando os pequenos começam a aprender, 53% dos entrevistados acreditam que só a partir dos seis meses, 25% responderam assim que nascem e 22% ainda no útero.

Em verdade, assim que o bebê forma suas primeira estruturas cerebrais, dentro do útero, ele já começa a perceber e registrar as emoções e os estímulos. Por exemplo, quando o sistema auditivo fica pronto, ele tem condições de ouvir a voz da mãe, as batidas do coração dela e também os ruídos de fora, como por exemplo, a voz do pai.

Quer dizer que os primeiros aprendizados acontecem antes do nascimento. Ainda na barriga, o bebezinho sente a tranquilidade ou a tensão da mãe e vai aprendendo a conviver com essas diferentes condições. Por isso, os pais podem começar a transmitir o carinho, o amor e o acolhimento ao bebê antes do nascimento.

É preciso que os pais entendam a importância do equilíbrio dos cuidados físicos e emocionais para o bom desenvolvimento da criança. Se elas não crescem com estabilidade emocional, terão mais dificuldade para conviver com seus limites, para lidar com perdas e para interagir com a sociedade – essas habilidades são aprendidas mais facilmente com os estímulos gerados através das brincadeiras e do carinho.

A pesquisa também mostrou que algumas atitudes que as mães tomam, julgando ser importantes para o desenvolvimento de seus filhos, diferem das entendidas como importantes pela população. Mas isso já é assunto para outro post. Aguarde, em breve traremos mais informações sobre esta pesquisa!

 Fotos: Leo Sanches

Comments

1
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*