Nayana Brettas e Rodrigo Moura em #comoeufaçoadiferença

O filme “O Começo da Vida“ convida toda a nossa sociedade a pensar sobre os primeiros anos de vida das crianças. Com ele, queremos criar um movimento em prol da Primeira Infância (período que vai da gestação aos seis anos), por isso convidamos diversos profissionais e pessoas engajadas na causa a contar seu envolvimento com a infância com as hashtags #comoeufaçoadiferença para #ocomeçodavida.

Nayana Brettas, fundadora do Criacidade, e Rodrigo Moura, coordenador do projeto Cidade que Brinca, nos contam como fazem a diferença para o brincar das crianças brasileiras.

Há treze anos, olhei para o mundo na busca do encontrar, inesperadamente, o corpo de uma criança correndo e brincando pelas ruas, trombando em minhas pernas e me abraçando com um sorriso. Meus olhos buscavam o encantamento dos olhos de uma criança, meus ouvidos queriam a escuta de seus risos, vozes, brincadeiras, conversas.  Mas, o que eu via e ouvia era uma cidade silenciada de suas vozes e esvaziada de sua presença.

Foi aí que nasceu um sonho: escutar as crianças e transformar o mundo com os seus olhares e vozes. E disso nasceu o projeto Criança Fala, que devolve ao mundo o encantamento de sonhar!

Ao escutar as crianças fui aprendendo muito sobre a simplicidade da vida – o encantar-se, o brincar, o amor, a solidariedade, a empatia – e sobre sonhar um sonho que, de tão sonhado, pode se tornar real quando muitas pessoas se juntam fazendo acontecer. Assim, novas pessoas, de todos os jeitos, lugares, setores (gestores públicos, famílias, crianças, empresas privadas, universidades, organizações sociais, coletivos, artistas, músicos) foram embarcando nessa aventura e ajudando a tornar real o que antes estava apenas na nossa cabeça.

Com as crianças aprendemos que, para compreender o outro, precisamos nos colocar no lugar do outro. Às vezes temos que nos abaixar, ficar de joelhos, na altura das crianças, e tentar olhar o mundo como elas o enxergam, para que possamos olhá-las “olho no olho” enquanto falamos com elas. Aprendemos que escutá-las não é fazer um monte de perguntas e colocá-las em nosso modelo adulto de pensar, participar e se organizar, mas entrar no mundo imaginário do brincar e embarcar com elas em suas histórias!

Um sonho que se sonha junto é mais do que um sonho. Um sonho que se sonha junto pode ser sonhado acordado. Pode ser vivido, sentido e tocado. Cada fala de uma criança é um convite para construir novos mundos. Os limites vão até onde nossa imaginação permitir! E foi assim que o Rodrigo entrou nessa viagem rumo a um mundo mais bonito e justo.

Antes mesmo de um arquiteto conhecer dos blocos que constroem as casas ele precisa conhecer as pessoas que moram nas casas e saber se elas querem morar nessas casas mesmo ou se desejam castelos, torres de marfim, ou uma simples tenda. Em cada traço de uma criança são revelados seus desejos de aventuras a serem vividas. Os mundos a serem descobertos. As cidades a serem construídas.

Juntos, podemos narrar a história de uma cidade pensada com as crianças, onde se chega de foguete ou metrô voador, onde moram criaturas fantásticas, seja em portinhas ou portões, no fundo das cavernas ou no topo dos telhados das vilinhas. Cada contribuição é preciosa! Ela, a cidade, é cenário, mas também é personagem que pode brincar, criar e sonhar. Uma Cidade que Brinca, também é segura, educadora, imaginativa, mais limpa, mais humana.

Você também está convidado(a) a embarcar nessa aventura com a gente, a viver a sua cidade de maneira mais lúdica, mais humana, mais solidária, onde possamos sonhar real. Preparados(as)? Vamos todos juntos nesta missão transformadora com as crianças!

Nayana Brettas – socióloga da infância, fundadora do Criacidade e coordenadora do projeto Criança Fala.

Rodrigo Moura – arquiteto e coordenador do projeto Cidade que Brinca.

E você, como você faz a diferença para a Primeira Infância? Conte para a gente!

Envie um relato de até 3 parágrafos com 2 fotos para redesocial@fmcsv.org.br ou compartilhe (em modo público) nas redes sociais utilizando a hashtag #comoeufaçoadiferença para #ocomeçodavida.

Os melhores depoimentos serão compartilhados aqui no blog e nas redes sociais.

Participe e acompanhe!

Nota: Os relatos da campanha #comoeufaçoadiferença para #ocomeçodavida são de responsabilidade exclusiva dos seus autores e não traduzem a opinião da FMCSV.

Imagem: Anthony Kunze

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*