No Dia Nacional do Leite Humano, uma reflexão sobre a importância de doar

O leite materno é essencial para a saúde da criança. No entanto, algumas mães não conseguem amamentar, por conta de realidades distintas, mas que podem ser amenizadas por aquelas que amamentam e estão dispostas a doar leite a quem precisa.

Mãe e filhoVocê sabia que o Brasil possui a maior e mais complexa rede de banco de leite de todo o Planeta? Além disso, exportamos tecnologia e conhecimento dessa tecnologia para 23 países da América Latina, Península Ibérica e África.

Mas temos um problema: a capacidade de armazenamento desses bancos ainda é subutilizada, seja por falta de doações, seja porque muitas mães que não podem amamentar desconhecem o benefício.

Por isso, divulgar a rede é importantíssimo e um dever de todos nós, que trabalhamos pelo bom desenvolvimento infantil.

A Rede Brasileira de Bancos de Leite Humano (Rede BLH), uma parceria do Ministério da Saúde com a Fiocruz, possui, atualmente, 218 bancos e 165 postos de coleta. A lista toda você encontra aqui.

Você conhece alguma mãe que precise do leite humano para seu bebê? Então compartilhe com ela o site da Rede BLH. O mesmo contato serve para as mães que desejam doar. Para elas, vale também clicar aqui para saber quais os procedimentos necessários para coletar e armazenar o leite.

Caso você também conheça pessoas que ainda não sabem a importância do leite materno nos primeiros anos de vida, listamos a seguir nove motivos para ajudá-lo a conscientizá-las a respeito. Compartilhar essa ideia é uma ótima iniciativa para fortalecer o Dia Nacional do Leite Humano, celebrado em 19 de maio.

Nove motivos porque o leite materno é tão importante
1. A maneira como o bebê usa os maxilares, a língua e os músculos faciais ao mamar garante uma melhor saúde oral à criança.
2. O leite materno é rico em fatores imunológicos que ajudam a combater infecções na infância.
3. O aleitamento materno poderia evitar 13% das mortes de crianças com menos de cinco anos.
4. Quanto mais tempo o bebê for amamentado, menor a chance de ele apresentar sobrepeso.
5. Criança que mama no peito está mais protegida das chances de desenvolver o transtorno de déficit de atenção e hiperatividade (TDAH). 
6. O leite materno é eficiente no combate à desnutrição.
7. Possui ácidos graxos necessários ao desenvolvimento do cérebro e sistema nervoso.
8. O contato carinhoso ao amamentar reforça a segurança emocional entre mãe e filho.
9. Quanto mais tempo o bebê é amamentado, maiores poderão ser os níveis de sua inteligência, escolaridade e renda financeira na vida adulta. 

 

Leia mais

Doação de leite materno: atitude que faz diferença

Aleitamento materno: um vínculo entre mãe e filho

 

Confira a página Desenvolvimento Infantil, da FMCSV, no canal do Youtube. Acesse, assine o canal e compartilhe o que é preciso saber sobre a Primeira Infância.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*