Por que Primeira Infância? Aspectos econômicos

Conheça o estudo de James Heckman, o ganhador do Prêmio Nobel que conseguiu provar os impactos econômicos do investimento na Primeira Infância

Na primeira parte do “Por que Primeira Infância?” , discutimos a importância do bom desenvolvimento da arquitetura do cérebro e como os impactos sofridos no decorrer da infância refletem no intelecto e na tomada de decisões na vida adulta. Também falamos do estudo The High/Scope Perry Preschool, realizado pelo psicólogo norte-americano David Weikart, que relata a importância do ensino pré-escolar.

Hoje, abordaremos o impacto econômico do investimento na Primeira Infância e, mais uma vez, a Educação é um ponto relevante. Mas, antes, vamos relembrar um pouco do estudo de Weikart. O psicólogo dividiu 123 crianças afro-americanas, de 3 a 4 anos, nascidas em famílias carentes, em dois grupos, um que participaria de um programa de Educação Infantil de qualidade, e o outro, não. . Elas foram observadas até os 40 anos e, aquelas que foram beneficiadas com o programa tenderam a ser mais bem-sucedidas na vida.

James Heckman, economista norte-americano, seguiu a mesma linha de pensamento de Weikart e elaborou o estudo Schools, Skills, and Synapses que mostra como a influência educacional é importante na Primeira Infância. As crianças em contato com um aprendizado de qualidade se tornam adultos mais motivados e mais dispostos a assumirem compromissos. Dessa forma, estão menos propensas problemas na vida social e econômica.

O estudo de Heckman apontou que a ausência de uma educação de qualidade na Primeira Infância pode ter efeitos que comprometem, entre outras aspectos, as tomadas de decisões a partir dos 18 anos. Ele chegou à conclusão que crianças nascidas em um lar carente recebem investimentos menores se comparado aos de famílias financeiramente estáveis. Sendo assim, a Educação Infantil deve ser especialmente boa para essa parcela da população de modo a  suplementar as carências a fim de reduzir as más condições de vida e estimular o desenvolvimento já na Primeira Infância.

Heckman foi responsável pela criação de métodos estatísticos que contribuíram para medir a precisão do impacto de políticas públicas para a infância durante a vida adulta. Para ele, o Estado tem papel importante no desenvolvimento de projetos sociais para beneficiar famílias carentes e as crianças precisam ter acesso a um ótimo aprendizado. No próximo post, falaremos um pouco mais sobre a questão dos programas de intervenção educacional e do quanto eles são importantes para o amadurecimento das crianças desde os primeiros anos de vida. Fique ligado no nosso blog!

 Fotos: Leo Sanches

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*