Visita domiciliar de equipes de saúde apoia famílias na primeira infância

Programas de visitação focados na atenção à saúde têm contribuído muito para o desenvolvimento da criança, especialmente na primeira infância. No Brasil, por exemplo, a visitação contribuiu para a diminuição da mortalidade infantil e fortalecimento das famílias. 

Em primeiro lugar, é importante ressaltar que a visitação domiciliar é uma estratégia utilizada por muitos países para fortalecer a rede de saúde e assistência social, e com isso aproximar os serviços e ações públicas das realidades vividas pela população, onde muitos, frequentemente, não têm acesso a essas políticas.

No caso da saúde da criança, por exemplo, muitos avanços na redução da mortalidade infantil e na cobertura de vacinação estão relacionados a esses programas de atenção direta nas casas.

A atuação de equipes de saúde também impacta o fortalecimento das famílias, ajudando-as a enxergar seu papel fundamental no desenvolvimento infantil. A visita domiciliar trabalha para valorizar cada um dos adultos da vida da criança, a casa onde ela vive e a comunidade ao seu redor como espaços importantes para promover sua saúde, bem-estar, as emoções e o aprendizado .

A estratégia de trabalho das equipes de visitação domiciliar de saúde envolve:

  • conhecer a realidade das famílias pelas quais são responsáveis, por meio de cadastramento e diagnóstico de suas características sociais, demográficas e epidemiológicas
  • identificar os principais problemas de saúde e situações de risco às quais a população local está exposta
  • prestar assistência integral, organizando o fluxo de encaminhamento para outros tipos de atendimentos e serviços públicos, quando necessário

 

Especialmente no caso da primeira infância, é essencial que a criança receba atenção integral, capaz de garantir seus direitos de acesso à saúde, nutrição, água e saneamento, habitação, educação e lazer, como previsto no Marco Legal da Primeira Infância e no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). Por isso a atuação dos profissionais, aproximando as famílias de outros serviços públicos, é tão importante para o desenvolvimento infantil. Além disso, essas equipes estabelecem vínculo com a população, o que reforça o compromisso e a corresponsabilidade dos profissionais com a comunidade.

Quer saber mais sobre como programas de visitação domiciliar podem fortalecer a primeira infância? Clique aqui e confira este roteiro!

Leia mais

Sem um trabalho de equipe nem sempre a família cumpre o seu papel

Entrevista – As políticas públicas nem sempre são entendidas pelos gestores, trabalhadores e população

Confira a página Desenvolvimento Infantil, da Fundação Maria Cecilia, no canal do Youtube. Acesse, assine o canal e compartilhe o que é preciso saber sobre a primeira infância.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*